Pesquisar
Close this search box.

A Importância da Higiene e Manipulação de Alimentos para a Saúde

Image Source: Unsplash‍

A preocupação com a alimentação saudável  tem se tornado uma prioridade para os consumidores. Além de buscar alimentos com boa aparência e equilíbrio nutricional, é fundamental garantir que eles sejam livres de agrotóxicos, bactérias e outros micro-organismos causadores de doenças. A higiene e manipulação de alimentos são temas tratados dentro do conceito de Segurança dos Alimentos, que busca garantir que os alimentos não causem doenças ao consumidor quando preparados e consumidos de acordo com as diretrizes estabelecidas. Para isso, é necessário estabelecer um controle efetivo de qualidade em toda a cadeia alimentar, desde a produção, armazenamento, distribuição até o consumo do alimento in natura ou processado, incluindo os processos de manipulação necessários.

A falta de conhecimento sobre higiene e manipulação de alimentos contribui significativamente para sua contaminação, tornando necessário adotar medidas rigorosas de segurança alimentar por meio de capacitações para manter um padrão adequado de higiene nos serviços de alimentação.

A Importância das Boas Práticas de Manipulação

No preparo dos alimentos, o controle de qualidade é extremamente importante e envolve as Boas Práticas de Manipulação. Essas práticas consistem em procedimentos adequados para o preparo de alimentos, que garantem a qualidade e a segurança higiênico-sanitária dos alimentos.

Cerca de 60% das enfermidades de origem alimentar causadas por microrganismos patogênicos têm como responsáveis os manipuladores. Por isso, é essencial que os profissionais que lidam com a manipulação de alimentos sejam capacitados e estejam cientes das boas práticas a serem seguidas.

Microrganismos e Contaminação

Os microrganismos patogênicos podem ser encontrados principalmente na boca, nariz, garganta, mãos e trato intestinal. A contaminação geralmente ocorre durante as etapas de higiene e manipulação de alimentos.

Mesmo quando os manipuladores não apresentam sintomas de enfermidade, eles podem ser portadores desses microrganismos, que podem contaminar os alimentos e causar doenças aos consumidores. É por isso que a higiene pessoal e os comportamentos adotados durante a manipulação dos alimentos devem ser constantemente supervisionados e abordados em capacitações para manipuladores de alimentos.

A Importância da Capacitação dos Manipuladores

A intervenção na educação para a manipulação adequada de alimentos pode contribuir para maximizar a segurança do manipulador no manuseio de alimentos, ampliar suas perspectivas educacionais e fornecer à população alimentos seguros do ponto de vista microbiológico.

A educação dos manipuladores deve incluir o conhecimento sobre como os microrganismos potencialmente veiculadores de doenças atuam no organismo humano e o que deve ser feito para oferecer alimentos seguros.

Além da capacitação, é essencial que os manipuladores adotem medidas de higiene pessoal, como lavar as mãos adequadamente e manter os cabelos amarrados. Em restaurantes, o cuidado deve ser ainda maior, com a utilização de máscaras e toucas. O ambiente em que os alimentos serão manipulados também deve estar limpo, e o uso de bijuterias deve ser evitado devido ao risco de contaminação.

Cuidados com as Mãos dos Manipuladores

É importante verificar a presença de feridas ou cortes nas mãos dos manipuladores. Na presença de cortes, é recomendado o uso de luvas durante todo o processo de cicatrização ou a não manipulação de alimentos durante esse período.

A limpeza das unhas também é essencial, uma vez que elas podem acumular sujeira. As unhas devem estar sempre cortadas, limpas e sem esmaltes ou base. O uso de anéis, pulseiras e outros acessórios também deve ser evitado, pois podem acumular resíduos de sujeira que contaminam os alimentos.

Homens com barbas e/ou bigodes devem mantê-los sempre aparados. É importante evitar tossir, espirrar e falar perto dos alimentos, assim como não assoar ou tocar o nariz durante a manipulação de alimentos. Manipuladores resfriados devem se afastar das atividades de produção de alimentos.

Outros comportamentos que devem ser evitados durante a manipulação de alimentos incluem provar ingredientes com as mãos, colocar a colher que foi usada para provar a comida de volta na panela ou na linha de produção, fumar, manusear dinheiro, colocar o dedo na boca e coçar. Roupas limpas e sapatos fechados devem fazer parte do uniforme do manipulador, além de proteção completa para os cabelos.

Considerações Finais

A implantação do sistema de Boas Práticas tem como objetivo garantir a segurança dos alimentos produzidos. A higiene pessoal é considerada uma condição essencial para minimizar o grau de contaminação e promover a qualidade e a segurança alimentar.

A adoção de medidas adequadas de higiene e manipulação de alimentos é essencial para prevenir doenças e garantir a qualidade dos alimentos consumidos. A capacitação dos manipuladores, aliada às boas práticas de manipulação, desempenha um papel fundamental nesse processo.

A conscientização sobre a importância da higiene e manipulação de alimentos deve ser disseminada para garantir a saúde e o bem-estar dos consumidores. Ao adotar esses cuidados, é possível evitar diversas doenças, incluindo hepatites A e E.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos!

Tem alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo.

Por Carlos Vasconcelos

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.